logoredehoje 350

Ervas servem de substitutos saudáveis ao sal para temperar

Anvisa aprovou redução dos limites por riscos

maço de alecrim - Foto Getty Images

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou esta semana a resolução que reduz os teores de iodo do sal de cozinha. A regra prevê a alteração da faixa atual - de 20 mg a 60 mg de iodo por quilo de sal - para um teor de 15 mg a 45 mg/kg. A medida tem como objetivo readequar o nível de iodo na população brasileira seguindo as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS).

A proposta está baseada em estudos que identificaram níveis elevados de iodo na urina do brasileiro. De acordo com dados da OMS, o excesso desse nutriente pode causar disfunções na glândula tireoide, como hipertireoidismo e síndrome de Hashimoto, doença autoimune na qual o próprio organismo produz anticorpos contra a glândula tireoide.

De acordo com estudos da Anvisa na consulta pública, 93% das marcas de sal delas já tinham teor de iodo entre 15 mg e 45 mg por quilo de sal - tornando essa adaptação simples de atingir os 100% sem dificuldades. A agência também usa dados do Ministério da Saúde que indicam que a inclusão do iodo no sal nas últimas décadas teve o impacto desejado de reduzir a quantidade de pessoas com bócio, que é uma doença causada pela baixa ingestão de iodo.

Especialistas afirmam que o excesso de iodo no organismo dos brasileiros pode se dar por conta da alta ingestão de sal, e não pelos níveis de iodo contidos nele propriamente. Seguindo essa lógica, o mais eficaz seria educar a população para que ela reduza o consumo de sal.

Substitua o sal nas receitas e previna doenças
Apesar das novas resoluções da Anvisa diminuírem as quantidades de iodo na dieta dos brasileiros, o consumo de sal ainda é preocupante e principal algoz da hipertensão. Dados do Ministério da Saúde apontam que a hipertensão atinge 22,7% dos brasileiros em idade adulta, e que o brasileiro come aproximadamente o dobro do que deveria de sal. "O uso dos temperos naturais é uma alternativa para reduzir o consumo de sal", afirma a nutricionista Adriana Silva Santos, do Natural da Terra. Junto a Alessandra Gagliardi, Andrea de Campos, Claudia Arjona e Jussara Macedo, também especialistas da loja especializada em produtos naturais, ela selecionou os condimentos mais utilizados em território nacional, ressaltando a origem e suas principais características.

(MSN)